Connect
To Top

Saúde: Diabetes e Exercício Físico

Se tem diabetes, cuide da sua saúde, pratique exercício físico.


A adoção e manutenção de atividade física são críticos na gestão da glicemia e da saúde geral em indivíduos pré-diabéticos e diabéticos. No entanto, as recomendações e precauções variam de acordo com as características individuais e o estado de saúde.

Conceitos: Atividade física e exercício físico

A definição da atividade física inclui todos os movimentos que resultam num gasto de energia acima do nível de repouso. Já o exercício físico é um tipo de atividade que consiste em movimentos corporais programados, estruturados e sistematicamente repetitivos que têm como objetivo melhorar a preparação física.

O exercício físico melhora o controle da glicemia na diabetes tipo 2, reduz os fatores de risco cardiovascular, contribui para a perda ou controlo de peso e melhora o bem-estar geral. Pode ainda prevenir ou retardar o desenvolvimento de diabetes tipo 2. Também na diabetes tipo 1 (DM1), o exercício regular demonstrou benefícios importantes (por exemplo, melhor cardiofitness, força muscular, sensibilidade à insulina, etc.). Os desafios relacionados com a gestão da glicemia variam com o tipo de diabetes, tipo de atividade e presença de complicações relacionadas com a diabetes. Assim, as recomendações de atividade física e exercício devem ser adaptadas para atender às necessidades específicas de cada indivíduo.

Conceitos: DM1, DM2, diabetes gestacional, pré-diabetes

A DM1 (5% -10% dos casos) resulta da destruição autoimune das células β pancreáticas, produzindo deficiência de insulina. Embora possa ocorrer em qualquer idade, esta destruição de células β observa-se mais frequentemente nos jovens do que nos adultos.

A diabetes tipo 2 (DM2) (90% -95% dos casos) resulta de uma perda progressiva de secreção de insulina, geralmente associada à resistência à insulina.

A diabetes gestacional define-se como um subtipo de intolerância aos hidratos de carbono diagnosticado ou detetada pela primeira vez no decurso da gravidez.

A pré-diabetes é diagnosticada quando os níveis de glicose no sangue estão acima do intervalo normal, mas não são suficientemente altos para serem classificados como diabetes. No entanto, este estado apresenta um risco elevado de adquirir DM2 nos próximos meses e/ou anos. Portanto, a pré-diabetes é uma situação que antecede a diabetes e serve de alerta para evitar a progressão da doença.

A atividade física regular, uma dieta equilibrada e outras mudanças de estilo de vida podem prevenir / atrasar o DM2.

Tipos de exercício

O exercício aeróbio refere-se aos exercícios que mobilizam os grandes grupos musculares, de forma rítmica e durante longos períodos de tempo, como na marcha, corrida, natação ou ciclismo.

O exercício resistido (treino de força) refere-se aos exercícios durante os quais o músculo esquelético produz movimento contra uma força aplicada ou carga externa.
Pode ser realizado em máquinas de resistência, com pesos livres, bandas elásticas, na água, ou com o peso do próprio corpo.

Exercícios de mobilidade melhoram a amplitude de movimento em torno das articulações.

Exercícios de equilíbrio beneficiam a marcha e podem prevenir quedas. Atividades como tai chi e yoga combinam atividades de mobilidade, equilíbrio e resistência.

BENEFÍCIOS DE EXERCÍCIO E ATIVIDADE FÍSICA

Benefícios de exercícios aeróbicos

O exercício aeróbio aumenta a densidade mitocondrial, sensibilidade à insulina, enzimas oxidativas, reatividade dos vasos sanguíneos, função pulmonar, função imunitária e débito cardíaco.

Na DM1, o exercício aeróbio aumenta a aptidão cardiorrespiratória, diminui a resistência à insulina e melhora os níveis lipídicos e a função endotelial. Em indivíduos com DM 2, o treino regular reduz os níveis de A1C, triglicerídeos, pressão arterial e resistência à insulina.

Benefícios do Exercício resistido (treino de força)

A diabetes é um fator de risco independente para a diminuição da força muscular e para o declínio acelerado do estado funcional. O exercício resistido (treino de força) traz ganhos em saúde para todos os adultos associado ao aumento da massa muscular, força, função física, saúde mental, densidade mineral óssea, sensibilidade à insulina, pressão arterial, perfis lipídicos e saúde cardiovascular.

Benefícios de outros tipos de atividade física

Os exercícios de mobilidade e equilíbrio parecem ser da maior importância para adultos mais velhos com diabetes. A mobilidade articular limitada que frequentemente se observa nesta população, resulta em parte da formação de produtos finais de glicosilação avançada, que se acumulam durante o envelhecimento normal e são acelerados pela hiperglicemia.

Os exercícios de alongamento contribuem para o aumento da mobilidade, mas não afetam o controle glicémico. Os exercícios de equilíbrio podem reduzir o risco de quedas mesmo em casos com neuropatia periférica. Aulas de grupo (que incluam treino de resistência e equilíbrio, aulas de tai-chi) podem diminuir o risco de quedas de 28% -29%. Além disso, há evidência emergente que outras modalidades como o yoga podem promover melhorias no controle glicémico, dos níveis lipídicos e da composição corporal em adultos com diabetes tipo 2.

Read More > Partner Link

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

More in SAUDE

Mountain View

Mountain View

error: Content is protected !!