Connect
To Top

EM BOA FORMA COM UMA DIETA VEGAN

Pode o fitness andar de mãos dadas com uma dieta Vegan? Saiba como ter energia para treinar com uma alimentação à base de proteína vegetal.

O conceito de tornar-se vegan – excluir da dieta alimentar todos os alimentos de origem animal, incluindo ovos, leite de vaca e mel – pode ser intimidante para muitos. Mas uma alimentação sem proteína de origem animal e carbohidratos complexos pode ajudar a limpar as suas artérias e evitar um sistema digestivo inflamado causado pelo ácido úrico.

As proteínas de origem vegetal são mais fáceis de digerir e os seus intestinos podem absorver os nutrientes com mais eficiência. Resultado? Mais energia e menos inchaço.

Vegetais para dieta vegan | Holmes Place

Mas será que uma dieta sem carne e produtos láteos ajuda no seu treino? Conseguirá na mesma ficar em forma? Existe proteína suficiente para apoiar o crescimento muscular? Estas são questões frequentemente debatidas no mundo do fitness e do veganismo.

No entanto, é possível ter uma dieta vegan e um regime de treino intenso – existem grandes atletas seguidores desta dieta, como por exemplo a deusa do ténis Serena Williams e o super-maratonista Scott Jurek.

Como sempre, trata-se de conhecer bem a dieta alimentar Vegan e fazê-la corretamente.

Energia baseada em plantas

O primeiro passo é garantir que o seu corpo recebe os nutrientes que precisa. Pode retirar das suas refeições determinados grupos de alimentos mas obter na mesma os nutrientes que o seu corpo necessita para evoluir.

O mais importante para os veganos é manterem a vitamina B12, que podem tomar em forma de suplemento.

Conseguirá aumentar o zinco e ferro no seu organismo se consumir alimentos como quinoa, lentilha, castanha de cajú, sementes de girassol e tofu, enquanto a proteína é abundante no feijão, ervilha, leite de soja, amêndoas, sementes de chia, cânhamo e pistachios.

Leguminosas dieta Vegan | Holmes Place

Estas são fontes de proteína vegetal repletas de fitonutrientes, antioxidantes, minerais, fibras e vitaminas – tenha como objetivo 1,4 gramas de proteína por quilograma de peso corporal.

Faça a sua própria pesquisa

Devido a pesquisas que ligaram o consumo de soja a doenças como o cancro da mama, por ter propiedades com ação semelhante ao estrogénio, muitas pessoas deixaram de introduzir a mesma na sua nutrição. No entanto, pesquisas recentes sugerem que a soja é completamente segura e pode até mesmo ser benéfica para a saúde prevenindo múltiplas doenças. Como a soja tem um perfil proteico mais poderoso de que qualquer outro alimento vegan, inseri-la na dieta alimentar é importante para aumentar a energia, sentir-se otimista e ter ótimos treinos.

Alimentação vegan | Holmes Place

Uma dieta sem proteína de origem animal é sinónimo de uma alimentação variada e muitas vezes criativa. A maioria dos veganos desfruta de uma ampla variedade de vegetais, nozes, sementes, legumes, frutas, alimentos fermentados e cereais integrais, todos repletos de nutrientes. Muitos dos vegetais e frutas, ricos em fibras, ajudam os veganos a sentirem-se saciados, tendo uma redução do apetite e maiores ganhos no ginásio. Mas isso não é uma desculpa para consumir alimentos veganos não saudáveis – comida processada continua a ser comida processada, independentemente de ser de origem animal ou não.

A nossa filosofia não começa e termina com exercício físico. A chave para ser feliz e ter saúde é um estilo de vida saudável e completo, algo que engloba fitness e nutrição.

Equilibre a energia que precisa para trabalhar, treinar, lazer e tempo em família com planos de alimentação personalizados, dicas vegan e o suporte permanente que os nossos nutricionistas lhe podem dar.

Holmes Place Internacional

Publicado em Nutrição and tagged Vegan, Fitness, Dieta, Nutrição.

More in DESPORTO